Girl online and hitch get acquainted



Girl online and hitch get acquainted



Girl online and hitch get acquainted




E verdade que o sol vai explodir

Esse texto é sobre a Síndrome do Olho Seco.

Olho seco


O olho seco é uma doença crônica, caracterizada pela diminuição da produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, ou seja, pouca quantidade e/ou má qualidade da lágrima. É uma doença que aparece de forma insidiosa (lenta) e pode causar sintomas quase imperceptíveis até quadros muitos graves e sintomáticos com comprometimento da saúde ocular.

Nos últimos anos, o olho seco ganhou grande importância entre os médicos e hoje preferimos chamar o olho seco de síndrome do olho seco ou síndrome de disfunção lacrimal. A doença também é conhecida ceratoconjuntivite seca.


O que é a lágrima?


As lágrimas são produzidas constantemente para lubrificar os olhos. Hoje em dia na medicina não dizemos mais lágrima e sim filme lacrimal, então o certo é perguntar O que é o filme lacrimal?


Como é formado o olho seco


O filme lacrimal é composto por 3 camadas. A camada mais externa, chamada de óleo ou lipídica, protege e previne a evaporação da lágrima. A camada do meio é chamada de aquosa e é responsável pela nutrição e oxigenação da córnea. Além disso, contém várias substâncias com atividade antibacteriana. A 3º camada é composta por muco (mucina) e faz a interação entre a camada aquosa e as células superficiais da córnea e da conjuntiva, facilitando sua aderência e permanência na superfície ocular.


Quem produz a lágrima?


Cada componente da lágrima (como explicado acima) é produzido por uma glândula diferente. A camada mais externa (lipídica) é produzida pelas glândulas de meibomius que ficam na margem das pálpebras. A camada de água (aquosa) é produzida pela glândula lacrimal principal e pelas glândulas lacrimais acessórias (chamadas de krause e wolfring). A camada mais interna (mucina) é produzida pelas células caliciformes que ficam localizadas na conjuntiva.
Como a lágrima sai do Olho ?

Parte da lágrima evapora no ar, parte á absorvida pelas células do olho e parte é drenada através dos pontos lacrimais, passam pelos canaliculos lacrimais superior e inferior e depois chegam até o saco lacrimal.


Glândulas do olho humano


Funções da Lágrima:



  • Lubrificação: a lubrificação fornecida pela lágrima permite que as pálpebras deslizem suavemente sobre os olhos evitando o atrito durante o ato de piscar. Imagine quanto doloroso seria piscar os olhos caso a superfície dos olhos fosse totalmente seca.
  • Proteção: a lágrima contém anticorpos e outras substancias antimicrobianas e é uma das mais importantes defesas do nosso olho contra agentes nocivos.
  • Nutrição: Na lágrima encontramos diversos nutrientes que serão utilizados pelas células da superfície ocular
  • Oxigenação: o oxigênio do ar atmosférico se difunde pela lágrima e chega às células da córnea.
  • Visual: o filme lacrimal é importante para enxergamos bem. Já notou que quando seu olho enche de lágrima na hora de chorar sua visão fica turva? Da mesma forma, se você tiver pouca lágrima sua visão fica prejudicada.

O que causa o olho seco:


Muitas vezes não é possível determinar o que causou o olho seco mas alguns fatores estão relacionados a isso:

1- Idade: quanto mais avançada a idade, mais fácil ter olho seco. Estima-se que aos 65 anos uma pessoa produza 60% menos lágrimas do que aos 18 anos.

2- Estado hormonal: sabemos que a produção de lágrimas sofre influencia de diversos hormônios principalmente do estrogênio. Por isso, mulheres quando entram na menopausa e o estrogênio diminue apresentam mais sintomas de ressecamento ocular.

3- Medicamentos: Alguns medicamentos podem desencadear ou piorar o olho seco: Diuréticos, antidepressivos, betabloqueadores usados para tratamento da hipertensão arterial, anticoncepcionais, antihistamícos (usados para alergias).

4- O Ambiente: lugares com ar condicionado, com vento, calefação, poluição ou com fumaça de cigarro ajudam a agravar os sintomas do olho seco.

5- Uso de computador: O monitor do computador emite muita luminosidade e também diminui a freqüência do piscar. Piscando menos, a lagrima não lubrifica direito o olho.

6- Cirugias oculares: Especialmente após cirurgias refrativas, o olho fica mais ressecado e o uso de colírios lubrificantes é muito importante.

7- Outras doenças oculares: Doenças oculares como blefarite e meibomite causam e pioram o ressecamento ocular.

8- Outras doenças sistêmicas: Algumas doenças cursam com ressecamento ocular, principalmente a síndrome de Sjogren mas também artrite reumatóide, lúpus eritematosos sistêmico, síndrome de Stevens-johnson, sarcoidose, doença de Parkinson, doenças da tireóide entre outras.

A Síndrome do Olho Seco pode ser dividida em 2 grupos principais, de acordo com a causa:

1) Diminuição da produção ou Deficiência aquosa do filme lacrimal;2) Evaporação excessiva, predominantemente associada à disfunção das glândulas de Meibomius ou deficiência de mucina.


Quais os sintomas do olho seco?


Ardência, queimação, sensação de corpo estranho no olho, sensação de areia, vermelhidão, coceira leve, visão borrada que melhora quando pisca, lacrimejamento excessivo, fotofobia.

Esses sintomas pioram ao usar computador, ver televisão, leitura e em ambientes com ar condicionado ou em dias com muito vento. Os sintomas também costumam piorar a noite. Entretanto, esses sintomas são muito vagos e inespecíficos e por isso deve ser feito o diagnóstico diferencial com alergia ocular, conjuntivite, blefarite etc...

Um sintoma frequente e que confunde o paciente é o lacrimejamento excessivo. “Como assim, eu tenho olho seco se meus olhos lacrimejam tanto?” Na verdade, é um lacrimejamento reflexo do olho, na tentativa de combater uma superfície ocular doente. A lágrima pode até estar em boa quantidade, mas sua qualidade está ruim.


Diagnóstico do olho seco:


O diagnóstico do olho é essencialmente clínico. Os sinais e sintomas relatados pelo paciente são o mais importante. Alguns exames auxiliares podem ajudar:


Tempo de quebra do filme lacrimal (em inglês break up time ou BUT): Com o auxílio de um corante chamado fluoresceina o médico avalia por quanto tempo o filme lacrimal permanece integro no olho. O normal é ele durar mais de 10 segundos.

Coloração com Rosa Bengala: Rosa bengala é um corante de cor rosa que marca a superfície ocular doente pelo ressecamento ocular.


Olho com coloração rosa

Coloração com Lisamina Verde: Tem a mesma função da Rosa Bengala porém arde menos o olho na hora que pinga.


Olho com coloração com lisamina verde

Teste de Schirmer: Ajuda na quantificação da produção lagrimal. Consiste na colocação de uma tira de papel de filtro de 35 x 5mm, com os primeiros 5mm dobrados no fundo de saco conjuntival inferior. Após 5 minutos, mede-se a quantidade de umedecimento da tira de papel. Valores superiores a 15mm são considerados normais e abaixo de 10mm são muito suspeitos de olho seco.


Teste de Schirmmer


Tratamento do olho seco


O olho seco é uma doença que muitas vezes não tem um tratamento que cure todo o processo de forma definitiva porém os sintomas podem ser controlados de forma eficaz com medicamentos e alguns procedimentos.
O uso de colírios, algumas medidas simples. suplementação alimentar e às vezes até cirurgias podem ajudar dependendo da gravidade de cada caso.
Para continuar lendo sobre o olho seco e saber todas as opções de tratamento para olho seco existentes não deixe de ler o tópico  abaixo sobre Tratamento do Olho Seco
http://www.medicodeolhos.com.br/2010/06/tratamento-do-olho-seco.html

Posted in: causas do olho seco, colirio para olho seco, colirios lubrificantes, diagnostico do olho seco, falta de lágrimas, filme lacrimal, lágrima, olho seco, ressecamento ocular, tratamento do olho seco



Related news

Directivas de grupo que son las plaquetas
Nervios espinales para que sirven las vacunas
Caloundra accommodation family dollar
Diy antique wooden framed mirrors
La testimone scomoda steve martini
Moda estilo barroco 2019
Como vestirse igual que justin bieber
Intermodal shipping companies
Porque la guerra en siria hoy
Jirobo segno maledetto quel